até doi

quinta-feira, setembro 23

chego mais cedo, e gostava de ficar


é um dos dias em que cometes o mesmo erro, uma vez mais não consegues dormir e procuras pela mente. As vozes que te soam bem alto do fundo que lhes corta a voz, fazem-te apressar por uma decisão. como se quisesse estar aqui e ali sem te descobrir, ao mesmo tempo, gostava de te dar a conhecer ao mundo. sem as soluções, vacilas nos teus esquemas.
e mesmo se te perguntassem se te arrependes-te por teres escorregado na tua própria rede, ias dizer que o limite é o horizonte. e, aí, a linha que nos separava esqueceu a sombra e limitou-se a negar a vida que levavas. transformou-se no nada que em relação ás horas, é o pedaço da nossa vida, que ainda quer sobreviver.

11 comentários:

Allyce Teixeira disse...

Bem profundo. Sempre sou assim, não durmo porque penso demais. Coisas demais na cabeça. Às vezes queria que meu inconsciente me deixasse em paz. Beijos

Catarina Bessa disse...

Gostei *.*

Malheiro disse...

oh poe te mase naquele sitio :c

Catarina Bessa disse...

Não agradeças! (:

O mérito é todo teu *.*

Diana disse...

minha :3

Malheiro disse...

comigo ? pra todo o lado $:

Malheiro disse...

também acho ;3
amo-teeeeeeeeeeeeeeeeee

Diana disse...

tua menina sempre sofia .

Diana disse...

só tua amor.

Diana disse...

claro ;P não havia nada para fazer (:

CátiaMoreira disse...

Amei mesmo pelerma (: